10 coisas para vender: Vender gás de cozinha
Cique para ver a foto no tamanho original
Esse é o oitavo artigo da série 10 coisas para vender.
Vender gás de cozinha é um tipo de negócio que vem sendo praticado a muitos anos e mesmo assim continua a pleno vapor no mercado.

Independentemente se é na zona urbana ou rural, as pessoas têm a necessidade de comprar esse produto e se tem demanda por ele, então pode ser um ótimo negócio para você trabalhar.

Como vender gás legalmente

A venda ilegal de gás é algo muito comum em algumas cidades e saiba que a atividade de revenda somente pode ser exercida por pessoa jurídica autorizada pela Agencia Nacional de Petróleo e que atenda as normas estabelecidas na Portaria ANP nº 297/2003 e as condições de armazenamento de recipientes.

Como se registrar para revender gás de cozinha?

Se o seu posto de revenda ainda não possui autorização para funcionar e esta querendo autorização junto a ANP, deverá enviar alguns documentos que irei destacar abaixo para o seguinte endereço: Avenida Rio Branco, 65 – 12º andar – Centro – Rio de Janeiro/RJ – CEP 20090-004.

• Requerimento de autorização corretamente preenchido
• Cartão do CNPJ que poderá obter no site da Receita Federal

• Copia autenticada do documento de inscrição estadual vigente

• Cópia autenticada (com todas as folhas autenticadas) Estatuto ou Contrato Social, que deve prever o exercício da atividade de revenda varejista de gás e estar arquivado na Junta Comercial;

• Copia autenticada do alvará de funcionamento em vigência ou outro documento expedido pela prefeitura que comprove a regularidade.

• Baixa da empresa antecessora: na compra de instalações onde já funcionou, no mesmo endereço, um posto revendedor de GLP, é necessário, juntamente com os documentos acima enumerados, enviar cópia autenticada de documento que comprove o encerramento das atividades deste posto revendedor no referido endereço, podendo ser um dos seguintes documentos:

• Requerimento de revogação da autorização para o exercício da atividade de revenda varejista de combustível automotivo (cancelamento do registro expedido pela ANP) assinado por um dos sócios da empresa com firma reconhecida ou por representante legal com fotocópia autenticada da procuração;

• Mandado de imissão de posse para o sucessor;

• Alteração contratual indicando a mudança de atividade, endereço ou extinção da empresa (no caso de filiais);
• Destrato social;

• Quando a empresa requerente assume o ativo e o passivo (incorporação, sucessão) da empresa antecessora:
• CNPJ inapto, cancelado;

• Inscrição estadual contemplando o encerramento de atividade ou baixa de ofício;

• Declaração expedida pela prefeitura informando o encerramento de atividade ou baixa de ofício.
Para mais informações consulte a pagina da Agencia Nacional do Petróleo

O que precisa para começar?

Para começar vender gás de cozinha você precisará fazer um investimento inicial um pouco alto.

Além do registro descrito anteriormente, você precisará de um grande espaço que se encaixe devidamente as normas legais, como um galpão ou um depósito, para guardar seus produtos, terá que ter um carro ou uma moto para fazer entregas diretamente aos clientes e, logicamente, terá que comprar seus produtos para revender.

Vender gás dá dinheiro?

Essa é aquela pergunta tradicional que toda pessoas quer saber a resposta quando está montando uma empresa.

O certo é que vender gás de cozinha da dinheiro se você conseguir oferecer um preço bom, facilidades aos clientes, qualidade nos produtos e saber manter o cliente ativo na sua empresa.

Mesmo seguindo esses pontos, não significa que você terá sucesso como um vendedor de gás, mas é um pulo muito a frente e que certamente lhe ajudará nesse processo tão complicado que é a vida de um comerciante.

Para concluir eu agradeço a José Antônio Borges pela sua colaboração nesse artigo.

Data da notícia: 21/08/2012
Fonte: . http://www.montarumnegocio.com/vender-gas-de-cozinha/